Sheyla cobra celeridade na vacinação de pacientes com câncer e demais comorbidades

4
Foto: Assessoria Parlamentar/Sheyla Galba

Ao fazer uso da palavra na Sessão da Câmara Municipal de Aracaju desta terça-feira, 11, a vereadora Sheyla Galba (Cidadania), destacou dados do Portal da Transparência do Governo Federal que comprovam que Sergipe está muito atrás de outros Estados no quesito doses recebidas versus doses aplicadas.

“O Governo Federal já mandou para Sergipe 644.119 doses de vacinas. Mas foram aplicadas somente 416.237. Ou seja, foram utilizadas apenas 64.06% das vacinas entregues. Compreendo uma possível precaução com a reserva da segunda dose, mas por que estamos tão abaixo dos outros Estados? Ainda temos 227.882 vacinas em estoque”, detalhou a vereadora, comparando com os dados de outros estados do Nordeste.

Ainda segundo o mesmo Portal, Aracaju recebeu 202.105 e vacinou 143.665, um saldo de 58.440 doses restantes. “Estamos vacinando na capital sergipana pessoas com comorbidades de 56 anos ou mais. Mas em Salvador, por exemplo, já estão sendo aplicadas em pessoas com comorbidades e doenças crônicas com 40 anos ou mais. Em Maceió, as pessoas com mais de 18 anos e com comorbidades também já começaram a ser vacinadas”, salientou.

Após exposição dos dados, Sheyla Galba fez um apelo para que a vacinação das pessoas com comorbidades avance mais rapidamente em Sergipe. “Sobretudo nas pessoas que estão em tratamento oncológico ou acamadas. Porque, de acordo com o Portal da Transparência da Prefeitura de Aracaju, atualizado em 9 de maio, apenas 4 homens e 15 mulheres com câncer foram vacinados aqui na capital. Reforço aqui meu pedido para que as pessoas com câncer possam ser vacinadas com mais rapidez”, frisou.

A vereadora lembrou que anualmente 5 mil novos casos de câncer são diagnosticados em Sergipe. “Por isso, estou travando uma luta não só em Aracaju, como em todo o Estado, para que as secretarias municipais de Saúde coloquem as pessoas com câncer como grupo prioritário na vacinação. A secretária Waneska Barbosa, por exemplo, mostrou-se muito receptiva à nossa ideia”, afirmou Sheyla, pontuando outros gestores da Saúde.

PL da Enfermagem

No discurso, a parlamentar também registrou sua participação na Audiência Pública promovida pela Câmara Municipal com representantes dos profissionais da enfermagem para tratar do Projeto de Lei 2.564, que prevê o estabelecimento do piso salarial e de 30 horas de jornada de trabalho para os enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares em enfermagem e parteiras. Sheyla Galba reforçou seu apoio à aprovação da matéria.

Por: Assessoria Parlamentar Sheyla Galba

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: