SINDISOCORRO denuncia que alunos foram colocados em espaço de eventos sem condições

tico 1Os alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Maria Josefa Costa de Santana, na  estrada do Guajará, próximo a Posto de Saúde,   em Nossa Senhora do Socorro, estão passando mau bocado.

Em virtude da reforma da unidade escolar a Secretaria de Educação  do Município alugou  dois imóveis para comportar os estudantes durante a reforma que começou há cerca de um mês.

 

 

O problema é que um dos imóveis alugados, o “Espaço Tico”, não oferece, segundo os pais de alunos e servidores, não há nenhuma condição para a prática de ensino.  O espaço era antes utilizado como casa de eventos (shows) e hoje está abrigando provisoriamente cerca de 150 alunos.

O piso é de cimento batido que acumula muita poeira. A cobertura é de telhas de amianto, que nesse período de sol forte provocada grande calor e desconforto para os professores e os  meninos de 5 a 12 anos. Para piorar a situação, as salas são dividas por tapumes, dificultando o trabalho dos educadores, devido a problemas na acústica, pois de uma sala para outra a altura do tapume é de pouco mais um metro e meio de altura.

tico ok

Além disso, dentro do espaço existe uma espécie de tanque (reservatório) com mais de um metro de profundidade e sem nenhuma espécie de barreira de proteção para evitar acidentes com as crianças pequenas.

tico 4

Outro fato inusitado é a existência de uma ambulância da secretaria da saúde de Socorro estacionada nesse local.

tico 5

A cozinha é improvisada, e fica distante das salas de aula, local onde as crianças se alimentam por falta de um refeitório. Os banheiros também são inadequados para crianças do ensino fundamental.

tico 2

O diretor do SINDISOCORRO (Sindicato dos Servidores Públicos de Nossa Senhora do Socorro), Wellington Araújo, disse que já comunicou em reunião ao secretário da educação Carlos Cunha sobre os problemas no prédio alugado, mas nenhuma providencia foi tomada.

wellO sindicalista questionou ainda ao secretário que o “Espaço Tico” é de propriedade de um diretor de posto de saúde, cargo comissionado da prefeitura, fato que causou estranheza, devido às proibições legais, alertou Wellington.

 

 

 

da redação

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: