SMTT alerta para gravidade dos acidentes envolvendo motociclistas em Aracaju

O excesso de velocidade, o avanço do sinal vermelho e as ultrapassagens indevidas são alguns dos fatores que contribuem para o aumento das chances de um motociclista se envolver em acidentes. Segundo dados parciais da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Aracaju, somente nos oito primeiros meses de 2021, já foram registrados 723 acidentes envolvendo motocicletas na capital sergipana, sendo 277 sem vítimas, 436 com vítimas não fatais e 10 óbitos.

Além do alto índice, o que chama a atenção também é a gravidade dos acidentes registrados na capital, principalmente nos finais de semana, como explica o diretor de Trânsito da SMTT, Thiago Alcantara. Somente no último fim de semana, destaca ele, de acordo com dados da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), foi registrado três acidentes com óbitos em Aracaju envolvendo mototiclistas.

“Infelizmente, temos registrado bastante acidentes envolvendo motociclistas e muitos deles, graves. A imprudência e a falta de respeito às sinalizações estão entre os principais fatores, a exemplo do excesso de velocidade, do uso inadequado dos equipamentos de segurança e da mistura de álcool e direção. Esta última então, é uma combinação extremamente perigosa. Por isso, chamamos a atenção da população e reforçamos a importância do respeito às leis de trânsito para se evitar acidentes”, alerta.

Ele ressalta, ainda, que hábitos simples, como o uso adequado do capacete e do calçado, podem salvar vidas e amenizar a gravidade do acidente. “O motociclista deve afivelar o capacete e fechar a viseira. Não só encaixá-lo na cabeça. Em alguns acidentes, o capacete do motociclista chega a cair por não estar devidamente afivelado. Além disso, outro sério problema é o uso inadequado do calçado, deve-se usar um calçado fechado e que esteja firme para proteger ao máximo os pés”, disse Thiago.

 

Dados

Apesar da gravidade dos acidentes de trânsito envolvendo motocicletas na cidade, a SMTT registrou uma redução de 13,62% no índice desse de tipo de acidente, em comparação com o mesmo período de 2020. Os dados obtidos pela SMTT, em parceria com a (CPTran) e o Instituto Médico Legal (IML), revelam que, em 2020, foram 837 acidentes – sendo 355 sem vítimas, 468 com vítimas não fatais e 14 óbitos.

O superintendente da SMTT, Renato Telles, reforça a importância das atitudes responsáveis no trânsito para a prevenção dos acidentes. “Apresentamos uma redução de 13,62%, mas ainda há muito a ser feito porque os acidentes continuam acontecendo. O trânsito é responsabilidade de todos e é importante que cada um faça a sua parte, respeitando as leis e sinalizações para salvar vidas”, afirma.

Fotos: SMTT/Aracaju

Fonte: SMTT/Aracaju

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...