Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Suspeito de assassinar jovem na cidade de Viçosa em Alagoas é preso em Sergipe

No início da tarde dessa quinta-feira, dia 03, o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Civil de Alagoas, prenderam na BR-101 no município sergipano de Malhada dos Bois,  Wolkmar dos Santos. Ele, é suspeito de ter  assassinado o jovem, Rian Venâncio da Silva , de 18 anos, na cidade alagoana de Viçosa no dia 16 de fevereiro deste ano.

O mandado de prisão aconteceu na barreira da PRF em Sergipe, após a abordagem do suspeito, que estava em um veículo conduzido pelo seu padrasto, identificado como José Gilvan de Amorim. A diligência se deu a partir de uma troca de informações entre o Cope e outras forças policiais, indicando que Wolkmar, então foragido, estava em deslocamento pelo estado de Sergipe.

Durante a diligência, o Cope encontrou com Gilvan uma pistola de calibre 380 e munições irregulares, que foram apreendidas. O homem, que veio ao estado sergipano com a finalidade de facilitar a fuga de Wolkmar dos Santos, possui autorização de atirador esportivo, porém estava portando a arma irregularmente, sendo detido pelo porte ilegal do armamento.

Caso Rian Venâncio da Silva

O crime ocorreu no dia 16 de fevereiro, no município alagoano de Viçosa. Rian, de 18 anos, foi atingido com dois tiros na região da cabeça, enquanto estava acompanhado de uma jovem  e ainda, sua motocicleta não foi levada. As informações inicialmente passadas foram de que o crime seria uma tentativa de assalto, mas os parentes da vítima acreditam que o homicídio se tratou de uma execução, cujo suspeito apontado pelas investigações é Wolkmar dos Santos.

Familiares da vítima acreditam ainda que o ex-namorado do irmão da vítima , tenha matado o ex-cunhado “Rian”, como forma de vingança pelo término do relacionamento.

No dia 22 de fevereiro a família da vítima realizou um protesto, em Viçosa, pedindo justiça e celeridade nas investigações do caso.

 

Cerca de 10 pessoas já foram ouvidas pela Polícia Civil e mais informações estão sendo mantidas em sigilo, para não prejudicar a elucidação plena do crime.

Readaptação e reprodução: www.imprensa1.com

Fonte : SSP/SE

Foto:Portal GazetWeb

 

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...