Suspeito que criava contas falssas para fraudar o Auxílio Emergencial é preso pela PF

Foto: PF/SE

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Payback, com o objetivo combater fraudes no pagamento do auxílio emergencial. Foi cumprido mandado de busca e apreensão, expedido pela 7ª Vara Federal da Justiça em Sergipe.

Conforme apurado, o investigado criava contas falsas em nome de terceiros, no aplicativo CAIXA TEM. Em seguida, gerava boletos bancários que eram pagos com os valores desviados, tendo as contas bancárias do próprio suspeito como destinatárias final dos recursos.

Além do mandado de busca e apreensão, a Justiça determinou o bloqueio dos valores ilicitamente obtidos, a fim de possibilitar o ressarcimento da fraude.

A investigação teve início no mês de abril do corrente ano, a partir da análise das informações registradas na Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNAFAE), que resultou na identificação de desvio de valores em 11 contas digitais do auxílio emergencial.

O alvo é suspeito da prática de crime de estelionato e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem superar 16 anos de reclusão, além do pagamento de multa.

O substantivo inglês PAYBACK significa retorno, acerto de contas, em referência à ação estatal desencadeada para recuperar e responsabilizar o autor do crime investigado.

Foto e Fonte: PF/SE

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...