Trabalhador pede ajuda da Defensoria Pública para conseguir uma UTI

seu antonio (1)Na manhã desta terça-feira, dia 20, o trabalhador  autônomo Edmilson Nascimento Conceição,  recorreu à Defensoria Pública do Estado de Sergipe  para conseguir a transferência do seu pai, Antônio da Conceição, para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O aposentado Antônio da Conceição, de 69  anos, encontra-se internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Desembargador Fernando Franco, localizada no Conjunto Augusto Franco,  zona sul de Aracaju, desde o dia 14 de janeiro, deste ano com quadro grave de AVC, febre e secreção.

De acordo com o relatório médico, o paciente necessita urgentemente de remoção para um hospital de maior porte devido à gravidade do seu estado de saúde.

IMG_5907O filho do idoso, Edmilson Nascimento foi atendido pela psicóloga do Centro Integrado de Atendimento Psicossocial (Ciaps), Syrlene Besouchet. “Fizemos todo o procedimento de triagem e o encaminhamos para o defensor público do Núcleo da Saúde ingressar com Ação Ordinária com Obrigação de Fazer em face do Estado de Sergipe”, disse a psicóloga.

De acordo com o coordenador do Núcleo da Saúde, Murilo de Souza, a situação do assistido é grave. “Vamos requerer a concessão da Liminar para que o Estado faça a transferência o mais breve possível do assistido. Se o Estado não cumprir a Liminar vamos adotar as providências cabíveis como o seqüestro do valor para que o senhor Antonio seja internado numa unidade privada”, antecipou o defensor público.

“A Liminar pode sair a qualquer momento e o Estado terá que cumprir em decorrente da urgência”, completou Murilo Souza.

seu antonio 1Indignado com a situação e por temer que seu pai não resista, Edmilson afirma que há negligência com o idoso. “A informação que tenho é que a prioridade da UTI é para pessoas mais novas. Isso é um desrespeito com o idoso, uma pessoa que sempre contribuiu a vida inteira e que no momento que mais precisa não pode contar. Tenho medo de meu pai morrer por negligência do Estado, assim como muitas pessoas que perderam suas vidas por falta de vaga na UTI”, se emociona.

“Tenho primeiro fé em Deus e em segundo acredito na Defensoria Pública. Fui bem acolhido aqui e não tenho o que reclamar”, destacou.

Conforme orçamento apresentado à Defensoria Pública para ser anexado ao processo, o custo do internamento e todo tratamento do idoso em hospital particular varia entre R$ 600 a 700 mil.

Por: Débora Matos / Ascom Defensoria Pública do Estado

8878.9355 – 99813237

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: