Vacinação contra a Paralisia Infantil inicia dia 15 em todos os municípios Sergipanos

MS-POLIO-Cartaz-64x46Toda a família precisa ficar atenta! De 15 a 31 de agosto, o Ministério da Saúde realizará a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite (Paralisia Infantil) de 2015 e a Campanha Nacional de Multivacinação, que é a atualização da Caderneta de Vacina da criança. O Dia D já está marcado: próximo sábado, 15!

“Esta é a 36ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e, em 2015, comemoramos o 26º ano sem a doença no Brasil. O país está livre do vírus causador da doença desde 1990. O objetivo da campanha é manter coberturas vacinais ou iguais a 95% contra a poliomielite de forma homogênea em todos os municípios, promovendo a proteção coletiva”, destaca a coordenadora do programa Estadual de Imunização, Sândala Teles.

Os pais e responsáveis precisam levar as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias) a qualquer Unidade Básica de Saúde ou Posto de Vacinação para receber a dose. Este ano, a meta é vacinar 95% do grupo alvo, de forma indiscriminada, ou  seja 144.900 crianças em Sergipe.

“Tudo está preparado para que a Campanha tenha êxito e todas as crianças compostas no grupo alvo sejam imunizadas. Este ano, serão 400 postos de vacinação e contaremos com 2 mil profissionais de saúde em todos os 75 municípios. A distribuição já foi feita pela Central de Vacinação da Secretaria de Estado da Saúde a todos os postos e abrange 167.782 doses”, contabiliza Sândala Teles.

Desde 2011 que Sergipe vem obtendo resultados positivos na cobertura vacinal contra a Paralisia Infantil, com destaque para o ano de 2013, onde 100% da população alvo foi imunizada. Nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014 as coberturas vacinais no Estado de Sergipe foram de 96,5%, 99,7%, 100% e 96,8% respectivamente.

A vacinação é executada pelos municípios com o apoio técnico da SES. Para mantermos Sergipe com uma boa cobertura vacinal contra a doença, precisamos de um esforço coletivo. Ainda de acordo com Sândala Teles, os municípios devem articular as equipes de Estratégia de Saúde da Família para fazer a busca ativa das crianças e disponibilizar a vacina em locais distantes e de difícil acesso às Unidades Básicas de Saúde.

“Os pais e responsáveis devem procurar os locais de vacinação e levar as crianças para receber as doses. A multivacinação é uma estratégia onde, em um único momento, são oferecidas à população alvo várias vacinas ao mesmo tempo, a fim de melhorar a cobertura vacinal da população e otimizar a logística dos serviços de saúde. Os pais e responsáveis não podem esquecer de levar o Cartão de Vacinação da criança”, pontua a coordenadora.

Por: Comunicacao da Saude de Sergipe <[email protected]>

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: