Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Vasco tem dois pênaltis, aproveita um e vence o Galo fora de casa: 2×1

diegosouza_aeDe tanto pressionar, o Vasco conseguiu uma boa vitória sobre o Atlético-MG, na tarde deste domingo, no Ipatingão, pela 11ª rodada do Brasileirão.O time se aproveitou da desorganização e do desespero adversário para vencer por 2 a 1, gols de Diego Souza, o segundo aos 46 minutos da etapa final, em pênalti duvidoso. A reclamação dos atleticanos é de que Leonardo Silva teria derrubado Bernardo fora da área. Além dos gols, o cruz-maltino acertou a trave em duas oportunidades: em uma delas, a bola pareceu não entrar por milímetros. E Alecsandro ainda perdeu outro pênalti, quando a partida estava 1 a 1. Magno Alves descontou para o Galo em um passe genial de Daniel Carvalho, mas foi só.

Com o resultado, o time de São Januário chegou ao G-4 na quarta posição, com 20 pontos. Já o Galo permanece com 11, na 15ª posição, apenas dois pontos acima da zona de rebaixamento. Para a próxima rodada, os mineiros permanecem em Ipatinga, onde recebem o Fluminense, quarta-feira, às 19h30m (de Brasília). Já o Vasco joga em casa, quinta-feira, às 19h30m, contra o Bahia, em São Januário.

Tempo de empate 

Os primeiros minutos da partida foram mais de transpiração do que de inspiração. O jogo, concentrado entre as duas intermediárias, era truncado e com poucas chances reais de gol. Os lances mais perigosos surgiram em chutes de média distância, com Caio, pelo Atlético, e Diego Souza, pelo Vasco, ou em lances de bola parada.

E foi justamente o ex-jogador atleticano quem abriu o placar no Ipatingão. Diego Souza recebeu cruzamento de Julinho e, de cabeça, empurrou para as redes de Giovanni.

Com a vantagem no placar, o Vasco se fechou no campo de defesa, o que acabou chamando o Galo para o ataque, enquanto os cariocas passaram a viver de contragolpes. Os avanços dos dois laterais atleticanos eram úteis para o time na frente, mas abriam espaços na defesa mineira.

O Atlético chegou ao empate numa bela trama. Magno Alves marcou, aproveitando lindo passe de Daniel Carvalho.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Galo continuou pressionando, tentando sair para o intervalo com vantagem no placar, mas parou nas defesas de Fernando Prass e nos próprios erros de finalização.

Pênalti duvidoso decide o jogo

No segundo tempo, os times seguiram com dificuldades na criação. O Atlético buscava o ataque com o apoio de Neto Berola e Mancini, que entraram nos lugares de Daniel Carvalho e Jonatas Obina. Já o Vasco fazia do jogo aéreo sua principal arma. Cada bola levantada sobre a área do Galo era sinônimo de perigo. Numa delas, após cabeçada de Rômulo, a bola bateu na trave e quicou a milímetros da linha. O árbitro mandou o jogo seguir. Minutos depois, após cobrança de escanteio, Alecasandro voltou a carimbar a baliza.

A pressão era tamanha que, aos 21 minutos, o Vasco teve a chance de ficar à frente no placar novamente. O juiz entendeu que Réver cortou uma bola com a mão dentro da área e marcou pênalti. O goleiro Giovanni, com os pés, defendeu a cobrança de Alecsandro. Com a bola no campo de ataque, o arqueiro aproveitou para fazer a dança do “João Sorrisão”, já que agora os goleiros que defendem pênaltis podem ganhar o boneco do Esporte Espetacular.

Depois da metade do segundo tempo, o jogo ganhou muito em emoção, com as equipes mais abertas, buscando o gol incessantemente. Diego Souza e Eder Luis comandavam as ações ofensivas vascaínas, enquanto Renan Oliveira e Magno Alves organizavam as jogadas atleticanas.

E num rápido contragolpe do Vasco puxado por Bernardo, já nos acréscimos, Leonardo Silva deu um carrinho, tocou o adversário um pouco fora da área, mas o árbitro assinalou nova penalidade. Desta vez, Diego Souza pegou a bola e mandou no ângulo de Giovanni, que ficou estático. Vitória merecida do Vasco, que apesar de já estar classificado para a Libertadores de 2012, por ter conquistado o título da Copa do Brasil, ocupa uma vaga no G-4.

Fonte: Globoesporte.com / por Marco Antônio Astoni

Foto: Gustavo Andrade / Agência Estado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...