VCA: mais um dia de caos no transporte coletivo

onibus-apreendios

Funcionários da Viação Cidade de Aracaju (VCA) fazem na manhã desta quarta-feira, 24, mais uma manifestação para tentar pressionar o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) para que faça o pagamento da dívida da VCA com os trabalhadores. Diversas pessoas estão na sede da Viação Progresso, localizada na Avenida Marechal Rondon, no limite entre a capital e a cidade de São Cristóvão, impedindo a saída de ônibus da Viação Progresso, uma das empresas que mais possui veículos no sistema de transporte de Aracaju.

 

De acordo como o Sindicato dos Rodoviários, a justificativa para essa parada está na falta de pagamento de três meses de salários aos trabalhadores da VCA. Nessa terça-feira, 24, uma comissão foi recebida pelo presidente do Setransp, Adierson Monteiro, que é o proprietário da Progresso. Durante o encontro, ficou acordado que até a próxima quinta-feira, 25, o sindicato iria fazer o repasse de R$ 1 milhão referente à parte da VCA. Esse recurso vai ser creditado diretamente na conta dos trabalhadores.

 

A secretária Municipal de Defesa Social de Aracaju, Georlize Teles, ressaltou que a prefeitura de Aracaju não é contra os trabalhadores, no entanto, é preciso responsabilidade para que não prejudique toda população. “Não somos contra trabalhador que não recebe salário. O trabalhador tem o direito de lutar, mas eu, enquanto gestora pública, não posso fazer política com a sociedade sergipana. Tenho que me posicionar em favor da população, mas sempre respeitando os trabalhadores. Além disso, a Prefeitura  não pode pagar os salários dos servidores”, frisou.

 

Georlize lembra que o prefeito João Alves Filho (DEM), em conjunto com os demais prefeitos da Grande Aracaju, tem trabalhado diuturnamente para resolver a situação do transporte. “Hoje, inclusive temos uma reunião que já estava agendada para discutir as questões do transporte público”, ressaltou a secretária.

 

A secretária Georlize Teles voltou a afirmar que a Prefeitura não vai tolerar que a VCA promova o caos no sistema, no entanto, o problema não se resolve, apenas, com a saída da empresa. “O problema não é a VCA sair do sistema. Estamos vivendo um momento delicado, mas estamos perto de superar e irmos para um estado de normalidade e respeito aos aracajuanos. O problema é que não existem ônibus disponíveis para serem colocados imediatamente. Tudo isso leva tempo, mas estamos trabalhando para resolver”, garantiu.

  

Por Bruno Almeida

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: