Vereador de Aracaju cobra do Ministério Público apuração do não uso de equipamentos da saúde

Dr-Agnaldo- IMPRENSA1- FOTO ACRISIONa sessão desta terça-feira, dia 02, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o vereador Dr. Agnaldo Feitosa (PR), usou à Tribuna da Casa e solicitou ao Ministério Público Estadual (MPE), apuração do não uso de equipamentos que foram adquiridos há dez anos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nunca foram usados e estavam trancados em um almoxarifado.

O líder do prefeito João Alves Filho (DEM), que é presidente da Comissão de Saúde no Poder Legislativo Municipal, disse que não podia passar despercebido com essa situação e espera que a justiça acate a denúncia para punir os responsáveis.

O vereador  Agnaldo disse  ainda, que o número é superior a 600 aparelhos que estavam trancados em um almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) há mais de dez anos e muitos já estavam depreciados sem condições de uso e isso precisa de uma apuração com os nomes dos responsáveis para que possa dar uma resposta ao povo de Aracaju e dizer quem comprou, porque fez essa aquisição e saber qual o motivo que não colocou para ser usado.

“Têm aparelho que faz o exame de mamografia que está lá com o selo do patrimônio da PMA, quando não compõe a relação de patrimônio”, disse.

Feitosa considera essa situação muito grave e pediu que o Ministério Público Estadual (MPE), faça uma apuração, denunciando os fatos ao Poder Judiciário que acatando essas denuncias, venha punir os gestores que estiveram ocupando essa pasta nesse período para que haja um zelo maior ao erário público e ao patrimônio da Prefeitura Municipal de Aracaju que é do povo. “É isso que a gente quer ver para evitar repetição nessa prática que causa danos para a população”, afirmou.

O parlamentar informou que esses equipamentos adquiridos há dez anos, hoje valeriam um total de R$ 1 milhão e dos 600 aparelhos muitos estão faltando nos postos de saúde da capital, sem ninguém saber que existiam na secretaria. O vereador afirmou que se trata de uma tristeza muito grande e a confirmação do descaso na saúde. “Nós acreditamos que o Ministério Público faça essa denúncia e acreditamos que a Justiça do nosso Estado que é muito séria, acatará punindo aqueles irresponsáveis que fizeram isso com o patrimônio público do município de Aracaju”, finalizou.

Por:  Eron Ribeiro/ Ascom  parlamentar

Foto: Acrisio Siqueira/ CMA

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: