Vereador Dr Agnaldo diz que reclamações da saúde de Aracaju foram reduzidas na gestão de Luciano Paz

O vereador Dr. Agnaldo Feitosa (PR), líder da bancada de situação na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na sessão desta quinta-feira,28, informou que é importante comentar sobre saúde todos os dias e que ás reclamações foram bastantes reduzidas na gestão do secretario em exercício Luciano Paz que assumiu essa pasta em agosto passado e esse trabalho também contou com a participação de todos os servidores da saúde.
O Parlamentar falou que o primeiro atendimento acontece nos postos, mas não têm respaldo por falta de leitos nos hospitais e afirmou que é a favor de uma auditoria no Hospital de Cirurgia para saber onde são aplicados os recursos oriundos da Prefeitura municipal de Aracaju (PMA).
Agnaldo informou que o secretário Luciano Paz assumiu interinamente a pasta da saúde em agosto passado e têm demonstrado extrema competência, porque a partir desse período, diminuíram praticamente às queixas que existiam através das reclamações que eram feitas na imprensa. O vereador falou que essa obra não só da gestão, mas também dos médicos, enfermeiros, os auxiliares de enfermagem, os técnicos, todos os funcionários dos postos de saúde, agentes comunitários de saúde e endemias. “Todos estão de parabéns, porque eles juntos com a gestão eficiente são os corresponsáveis pela melhoria na saúde na capital, reduzindo tantas queixas como nós víamos antes”, explicou.
O parlamentar falou que antes o que acontecia, era todos acordando com as reclamações nos programas de rádio pessoas denunciando que não conseguiam marcar exames, nem consultas, principalmente a especializada e hoje na gestão do secretário Luciano Paz, essas reclamações não existem mais porque o atendimento melhorou bastante.
Segundo Feitosa, o grande problema é que não existe respaldo hospitalar, porque as duas UPAS Nestor Piva e Fernando Franco não possui os leitos para atender a demanda dos atendimentos que são feitos nas unidades de saúde. “Nós do município que fazemos o primeiro atendimento, mas os casos mais graves não existem vagas no Hospital de Cirurgia quando o paciente é encaminhado”, afirmou.
Segundo Feitosa o secretário municipal de saúde Luciano Paz agiu corretamente indicando dois médicos auditores para ficarem lá no Hospital de Cirurgia tomar conhecimento quando existirem vagas. O vereador afirmou que há necessidade desses profissionais no interior desta casa de saúde para verificar esse caso. “No Hospital Governador João Alves Filho, os serviços hospitalares também são muito poucos e infelizmente não podemos contar”, disse.
Agnaldo parabenizou o vereador Vinicius Porto (DEM), pela sugestão para nomear um diretor financeiro pela Secretaria Municipal de Saúde, para o Hospital de Cirurgia que faça um acompanhamento dos recursos que saem do bolso do povo através da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e são repassados para este hospital.
Segundo o vereador, essas casas hospitalares hoje se mantem com 80% de verbas municipais e é necessário que haja um controle. O parlamentar falou que hoje só são pagos os procedimentos executados por este hospital, porque antigamente o contrato era X esse valor ia pra X e lá não tinham vagas para os pacientes do SUS de Aracaju.
“Eram os diretores que faziam as indicações e hoje com essa auditoria e com a indicação do diretor financeiro, teremos certeza da destinação dos recursos”, finalizou.
Por : Eron Ribeiro/ Ascom parlamentar
Foto: Acrisio Siqueira/ Ascom da CMAJU
Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: