Vigilância Sanitária estadual fiscaliza bares da Aruana e Mosqueiro

Na manhã desta quinta- feira, 17, a Vigilância Sanitária estadual esteve nos bares da Aruana e Mosqueiro para orientar os donos de estabelecimentos, a exemplo de bares, restaurantes da região. A ação contou com o apoio da vigilância sanitária municipal.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Ávio Britto, apesar de ser uma fase de adaptação, a maioria dos estabelecimentos têm se esforçado para seguir as recomendações. Os estabelecimentos que estão cumprindo as normas sanitárias recebem o Selo Sanitário de Combate à Covid-19.

Ávio Britto explica que as inspeções têm caráter orientativo, de acordo com ele, os estabelecimentos que não cumprem as normativas são notificados e é dado um prazo para enquadramento. “Nesses estabelecimentos que estamos fiscalizando como restaurantes, bares e feiras livres, sejam da capital ou do interior, analisamos o cumprimento dos protocolos sanitários, inspecionando distanciamento das mesas, a disponibilização de álcool a 70%, o uso de máscaras”, explica.

O gerente de um restaurante localizado no Mosqueiro, Fernando Costa, relata como tem sido o retorno das atividades. “A importância desse trabalho é garantir a continuidade da segurança que as pessoas precisam ter para acessar esses locais ainda durante a pandemia, então a gente mantém o distanciamento, o local higienizado e cumpri todas as regras estabelecidas, para que o bar não feche novamente”, enfatizou.

A turista mineira Maria Cecília Oliveira observa que tem pessoas que respeitam o distanciamento, o uso da máscara. “Lamentavelmente noto que alguns não entendem que é necessário, mas vejo que o estabelecimento está preparado e tomando todas as medidas cabíveis para receber os clientes”, concluiu.

A retomada da atividade está sendo uma fase de adaptação para todos. A fiscal sanitário Victória Menezes explica como tem sido essa fiscalização. “O Selo Sanitário configura que existe a segurança nos estabelecimentos e que estão seguindo as recomendações e todo protocolo fundamental. A receptividade tem sido tranquila e o cumprimento ao pé da letra de todas essas normas vêm se dando de forma gradativa até porque trata-se de uma adaptação para todos, as pessoas estão ouvindo todas as recomendações e tentando seguir ao máximo para obter êxito”, salientou.

Fotos: Valter Sobrinho ASCOM SES

Fonte: SES

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: